domingo, 16 de janeiro de 2022

Vigia, varão


 De tempos em tempos, a humanidade cria motivos para atormentar o vizinho. Vamos começar pela religião: Quando um determinado grupo já tinha se aborrecido de estudar as Escrituras, decidiu tornar efetiva a sua interpretação sobre o que havia aprendido, tendo entendido, ou não o significado do que leu, viu ou ouviu. Mas se entendeu que pau é pedra, não havia quem segurasse tal criatura de enfiar goela abaixo de seus pares, essa nova crença, se importassem com isso ou não. Imagino alguns diálogos sobre isso.

- Irmão Zebedeu! A Paz!
- A Paz, irmão Melquisedeque! Quais as novas, varão?
- Seu cabelo comprido, varão!
- O que tem de errado com minhas madeixas, varão?
-Não estão em conformidade com "a palavra", varão! Deveis cortá-los adequadamente!

- E meus cabelos me impedem em que de louvar?

- Que bom que tocou nisso, varão, pois queria falar sobre seus modos no louvor!

- O que há de errado com meus modos, varão?
- O irmão se remexe muito, balança demais o corpo, varão. 

- E não pode isso, varão, por que razão?

- Acaso não sabeis que o vosso corpo é o templo do "espírito santo", irmão? por que blasfemais desse modo, escandalizando o "povo de deus"?

-Não, não sabia disso. Mas irmão, o irmão tem reparado no comprimento do cabelo da vossa esposa e vossas filhas?

- Que que tem o cabelos das varoas de meu lar, irmão?
- Curtos demais! O homem não deve vestir-se como mulher, nem a mulher, como homem! Está na "palavra". A propósito, o irmão brigou com seu barbeiro, que não corta mais a barba, irmão?

- Mas ué? E Nosso senhor Jesus Cristo (A paz, irmão!) não usava barba e cabelos grandes também?
- Não blasfeme, irmão! Quereis comparar-vos ao nosso Salvador?

- Não, irmão, longe de mim, fazer isso. Mudemos de assunto, varão! No próximo culto, após "a palavra", faremos uma koinonia santa na igreja. O que a irmão vai levar?

- Perguntarei à irmã Dorcas, mas creio que seja um abençoado suflê de couve flor. E a irmã Safira?

- Vi ela preparando uns bifes acebolados de carne vegetal, irmão! Uma bênção. A paz!

- A paz! Ô glória! Mas o irmão não sabe que pelas Escrituras, não deveis comer raízes?

- Misericórdia, irmão! Onde diz isso nos evangelhos?
- Está no livro de Gênesis 1:29: E de toda erva que der sementes, vos será por alimento! E cebola não é árvore, e vive debaixo da terra. É imunda, varão!

- E Cenoura, Batata, beterraba, Amendoim....?

- Nada! Se não diz lá, então não pode!

-Isso me faz pensar que...

- Sim! Se não foi citado, é porque se comer, é pecado, e se um irmão for flagrado comendo ou servindo, deve ser disciplinado, para sua salvação e para testemunho da igreja!

- Misericórdia, irmão! Eu comi muito isso!

- Deve pedir rebatismo, irmão, urgente!

- Mas se o irmão tomar café, vigia, irmão, porque café é droga que vicia, uma bebida do demônio!


- O sangue de Jesus tem poder, irmão! Não mencione essa praga, varão!

- Ô glória!

- O irmão tem faltado aos cultos. Vigia irmão!

- Minha mãe, está enferma, irmão. Tenho que....

- "Aquele que não legar pai e mãe por minha causa, não em ama verdadeiramente",  disse Jesus, irmão! Não devemos negociar com o capeta, irmão!

- Mas e o quinto mandamento, que diz para honrar pai e mãe, irmão?

- O sangue de Jesus tem poder, irmão! Diga amém!

- Mas o que isso tem a ver com o que eu falei, varão?

- Estou profetizando, irmão. diga amém!

- Amém!

- Faltou feijão, irmão! Diga com vontade! Não dê lugar à satanás, varão!

- AMÉM! Agora dê licença, varão. Tenho que visitar minha mãe doente....

- Vá na paz do Senhor, varão! Eu o verei no culto, à noite, então.

- Não irei, varão...[

- O quê? vigia, irmão! Apostatou? vamos convocar uma assembleia santa para jejuar e orar pelo resgate do irmão!

- Resgatar, como, varão? Eu apenas disse que não irei.

- Não dê munição pro maligno, irmão. Uma brasa se apaga fora do braseiro, varão. A igreja é o aprisco do senhor nesse mundo. O maligno quebra vareta por vareta se estiverem desgarradas. Aquilo que estiver ligado na terra, estará amarrado no céu, irmão. E a igreja é o lugar onde os anciãos e pastores ungidos profetizam e determinam a expulsão do maligno de seu corpo, irmão. Diga amém!

- Não digo. Amém significa que eu concordo com o que você diz, e eu só concordo em parte.

- ASTRASERRABAGAYAKAWASCACAGADURA PAPATÊUS PATATES ZAGURUMBAIASCA! Vigia irmão! Estou tendo uma visão, irmão! SAI DESSE CORPO QUE NÃO TE PERTENCE, TINHOSO! EU TE DETERMINO UMA LIBERTAÇÃO EM NOME DE JESUS!

- Menos, amigo. Fale normalmente, porque as pessoas estão olhando e não estão entendendo nada. nem eu.

- Eu recebo esta palavra do irmão em nome de Jesus, irmão. A paz!

- A paz, irmão. Tenho que ir tomar vacina...
- Vacina, irmão? Esta agulha do diabo que cravam na sua carne para inocular o mal no seu corpo?

- Não, varão. É uma prevenção...

- E o varão não sabe que há uma conspiração mundial que inocula câmeras e microfones pela vacina, em um chipe, que registra suas ondas cerebrais, e envia a um computador central nos Estados Unidos?
- Crendice, varão. É apenas um vírus desativado para formação de anticorpos contra a doença..

-O irmão sabe que será disciplinado por esse gesto, não sabe irmão? Não é para magoá-lo para para o seu próprio bem, por amor ao irmão...

- O varão esqueceu que não pertenço á sua congregação?

- PARANABRÁS PACABAÁS PARRACUTÍCULAS! Eu determino uma libertação aqui, varão! Diga amém!

- Vá catar coquinhos!

- Amém!
- Amém, varão!





Nenhum comentário:

A morte do Teiú e o marasmo da vida

O lagarto Teiú é muito comum pelas matas, e até pelas áreas arborizadas das cidades. Aqui mesmo, onde moro, tem uma pequena reserva de mato,...